Pular para conteúdo

O Seminário EDUPESqAmazônia - 2017 reúne pesquisadores e movimentos sociais para debater a questão dos Povos tradicionais e camponeses da Amazônia.

Postada em: 10 de setembro, 2017 - 10h01

O Seminário “EDUPESqAmazônia - 2017: Educação e Pesquisa com os Povos tradicionais e camponeses da Amazônia que acontecerá entre os dias 05 à 07 de Dezembro na Universidade Federal do Pará – UFPA, será um espaço de articulação de pesquisadores, estudantes de graduação e pós-graduação, educadores e gestores de instituições públicas e privadas de ensino, e representantes de organizações sociais governamentais e não governamentais com coletivos e movimentos sociais e sindicais dos povos tradicionais e camponeses da Amazônia, para compartilhar e dialogar sobre as produções acadêmicas e experiências formativas que vêm sendo construídas a partir dos desafios e demandas que configuram a realidade e diversidade sócio-cultural-produtiva-educacional e territorial desses povos.  

Num cenário de indefinição política, em que um conjunto de contra-reformas tem sido implementadas pós impeachment da presidente Dilma, impostas por forças conservadoras de orientação mercantil, ruralista, religiosa e paramilitar que apontam para o desmonte de um conjunto de direitos humanos e sociais conquistados pelas classes trabalhadoras e povos tradicionais e camponeses, e ameaçam os processos de territorialização e reprodução social desses povos, criminalizando as lideranças dos movimentos sociais engajadas na proteção desses direitos; o Seminário aqui proposto, pretende discutir a importância de construir uma aliança entre as universidades, o poder público e os movimentos sociais com vistas a assegurar o Direito à Terra, às Águas e à Floresta dos povos tradicionais e camponeses da Amazônia Paraense; entendendo que a garantia do direito ao conhecimento, à educação/escolarização e à vida com dignidade, são requisitos cruciais nesse processo.

Com o Seminário pretendemos consolidar a Rede de Pesquisa comprometida com a Educação dos Povos Tradicionais e Camponeses da Amazônia Paraense, considerando sua sócio-diversidade: indígenas, quilombolas, ribeirinhos/pescadores, extrativistas e assentados/acampados, para produzir conhecimentos e tecnologias que atendam suas demandas em termos sociais, produtivos, territoriais, culturais e educacionais, possibilitando a ampliação das articulações inter-institucionais e construindo agenda comum de pesquisa e intervenção nesse campo temático.

O fortalecimento dos grupos de pesquisa, núcleos de estudos e linhas de pesquisa envolvidos com a educação, territorialização e sustentabilidade desses povos, também se insere entre as intencionalidades deste Seminárioo, entendendo que a visibilidade e reflexão sobre os estudos e investigações existente nesse campo de produção de conhecimento, assim como a ampliação da pesquisa nas universidades com temáticas voltadas para a questão agrária, saúde, agroecologia, cooperativismo, movimentos sociais, entre outras; podem incidir na elaboração e efetivação de políticas e ações capazes de construir e disseminar uma nova base conceitual sobre os povos tradicionais e camponeses, seus territporrios e processos educativos.

Por fim, o EDUPESqAmazônia – 2017 se apresenta como um espaço de fortalecimento do Movimento de Educação do Campo no Pará, que prima pela interlocução ou dialogicidade entre conhecimentos científicos e saberes tradicionais como referência para a superação de preconceitos, privilegiamentos e relações de poder existentes; e tem apostado no processo de mobilizar instituições, organizações e movimentos sociais, universidades e poder público, como requisito para a elaboração e efetivação de políticas públicas e práticas educativas que garantam o direito à Educação, ao Território e à Vida com dignidade dos povos tradicionais e camponeses da Amazônia Paraense.

Participe!!

Faça sua inscrição no site: www.Even3.com.br/EDUPESQAmazonia2017

 

ORIENTAÇÕES PARA INSCRIÇÃO

Faça o Login (localizado na parte superior e a direita da página) e cadastre-se na plataforma do site.

Após o cadastro, o site do evento irá gerar uma conta pessoal para o participante. Para acessar esta conta basta entrar com o login e a senha informada no ato do cadastro.

Por meio da conta, o participante irá acompanhar sua inscrição, realizar a submissão de trabalho, e receber o certificado de participação no Seminário, e exposição de trabalho para aqueles que apresentaram trabalho.



Outras notícias