Pular para conteúdo

EDUCAÇÃO DO CAMPO E PESQUISA II Questões para reflexão

Autor(es): Mônica Castagna Molina / Ano: 2010 / Categoria: Livros

Resumo:

Este livro organiza parte das reflexões e diálogos ocorridos durante a realização do II Encontro Nacional de Pesquisa em Educação do Campo (ENPEC) e do II Seminário sobre Educação Superior e as Políticas para o Desenvolvimento do Campo Brasileiro, que aconteceram na Universidade de Brasília, no período de 06 a 08 de agosto de 2008, e reuniram trezentos e cinquenta pesquisadores de todo o País. À época, o movimento da Educação do Campo completava dez anos de existência, passando por um período não só de ampliação, quanto de transformações em relação aos seus originais protagonistas, e às concepções que orientavam as práticas formativas desenvolvidas sob aquela concepção educativa. Essas mudanças refletem-se nas pesquisas sobre Educação do Campo e provocam relevantes debates durante os eventos, no sentido de reafirmar os princípios e concepções que lhe deram origem e se desconfiguraram durante o decorrer do tempo. A maneira como o conceito foi incorporado por parte da sociedade civil e, de modo semelhante, apropriado pelo Estado, exigiu dos pesquisadores presentes, posicionamento sobre qual concepção de Educação do Campo se estava tratando naqueles encontros de pesquisa. Parte importante dos debates deu-se em torno de relocalizar a Educação do Campo no contexto que a contém e que lhe dá sentido, dentro da luta maior de superação da sociedade capitalista. Enfatizou-se que a Educação do Campo nasce e se fortalece como um paradigma construído pelos sujeitos coletivos, organizados nos Movimentos Sociais, tendo à frente inicialmente o MST, com a perspectiva de resistir às intensas transformações ocorridas no campo em função das mudanças na lógica de acumulação de capital nesse território. A história das lutas e da organização coletiva dos sujeitos do campo em busca do acesso ao conhecimento e à escolarização, como parte das estratégias de resistência à expropriação provocada pelo capital, faz parte desse cenário, não podendo ser analisada em separado. Com o objetivo de promover o debate sobre os paradigmas construídos nesta última década, avaliar e articular as pesquisas e reunir subsídios para a elaboração de políticas públicas, os eventos buscaram desenvolver uma metodologia que oportunizasse maior socialização das questões a serem enfrentadas na continuidade da formulação dos projetos de campo e de sociedade que a Educação do Campo quer ajudar a construir

 


Anexo(s):


Voltar