Pular para conteúdo

FAMÍLIA E ESCOLA DE ENSINO MÉDIO EM MEIO RURAL NO INTERIOR DA AMAZÔNIA: QUAL A RELAÇÃO COM O TRABALHO?

Autor(es): Carlos Renilton Freitas Cruz / Ano: 2009 / Categoria: Artigos e Textos

Resumo:

Assim como a escola, a família também é uma agência educativa responsável por uma importante tarefa socializadora, na qual os mais novos recebem o legado cultural das gerações mais velhas. Nas famílias camponesas a formação extrapola o nível dos valores, chegando ao nível profissional, pois a unidade produtiva familiar é responsável, em primeira instância, pela qualificação de sua própria força de trabalho. A forma e o conteúdo da educação familiar camponesa são materializados a partir da articulação de variáveis diversas que dizem respeito a sua estrutura e as relações sociais estabelecidas, a relação com a terra e o trabalho agrícola, condições econômicas. O estudo analisa a maneira como a escola de ensino médio rural e a família camponesa realizam a preparação para o trabalho de seus alunos(as)/filhos(as), destacando a relação existente entre essas instituições. Na pesquisa, realizada em Igarapé-Açu no estado do Pará-Brasil, utilizou-se a entrevista semi-estruturada a um universo de 20 pais/mães e 10 professores. As falas apontam a uma escola desprovida de projeto pedagógico capaz de envolver o contexto sócio-econômico das famílias, e uma família que percebe a escola como possibilidade de melhoria da qualidade de vida e trabalho de seus filhos somente fora do mundo rural. 


Anexo(s):


Voltar