Pular para conteúdo

LUTAS PELO FEMINISMO EM CONTEXTOS RURAIS: A EXPERIÊNCIA DE MULHERES CAMPONESAS NO NORDESTE DO BRASIL

Autor(es): Iasmim de Araujo Vieira1 Joana D’arc da Silva Figueirêdo2 Ranúzia Moreira de Lima Netta / Ano: 0 / Categoria: Artigos e Textos

Resumo:

Fruto das atividades do grupo de pesquisa Movimentos Sociais, Educação e Diversidade, este estudo de caráter investigativo, tem por objetivo levantar as principais influências do movimento feminista nos movimentos sociais de mulheres do campo. Para tanto, no utilizamos da abordagem qualitativa de pesquisa e do Método do Caso Alargado como caminhos metodológicos para o desenvolvimento do estudo. Enquanto campo empírico, tivemos acesso ao Movimento da Mulher Trabalhadora Rural do Nordeste- MMTR-NE. Mediante a análise dos dados, identificamos diversas influências do Movimento Feminista no MMTR-NE visto que a reflexão sobre as relações de gênero possui íntima ligação com as feministas. A partir de ações educativas que o MMTR-NE proporciona, a consciência de práticas feministas em longo prazo é tida pelas militantes, mas reconhecem que o termo “Feminista” ainda possui carga pejorativa forte, o que impossibilita maiores organizações do Movimento. Os contextos que as trabalhadoras rurais se encontram apresentam alguns agravantes que dificultam a introdução dessas discussões, mas que se tornam desafios a serem superados pelo Movimento. Essa situação nos fazem refletir sobre a importante participação do movimento feminista na construção de movimentos de mulheres que discutam mais precisamente suas especificidades, entendendo que mesmo lutando por peculiaridades que esses grupos apresentam, pensar a posição subalternizada da mulher a partir do seu contexto dentro de uma perspectiva de mudança, implica em ser feminista


Anexo(s):


Voltar