Pular para conteúdo

Revista Criança do professor de Educação Infantil-Educação no Campo

Autor(es): MEC / Ano: 2007 / Categoria: Cadernos

Resumo:

Prezado (a) professor (a) A criação e implantação do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Bá- sica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) levanta várias questões: que mudanças o Fundeb traz para a educação infantil? Até que ponto este Fundo vai solucionar os problemas da área? Para ajudar esta reflexão, a seção Caleidoscópio traz um artigo de Vital Didonet, especialista em política de educação infantil e membro ativo do movimento em prol da inclusão das creches no Fundeb. A seção traz, ainda, dois artigos de secretários municipais de educação, sensíveis à educação da criança de 0 a 6 anos. Este número apresenta também uma Entrevista com Manuel Sarmento, professor da Universidade do Minho, em Portugal, e estudioso da Sociologia da infância. O pesquisador nos fala de culturas infantis e ressalta que a valorização das várias formas de manifestação da criança está subjacente à garantia de seus direitos. Tais direitos são tratados na Matéria sobre as Cirandas de Educação do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). A matéria mostra como o MST faz valer o direito à educação das crianças pequenas que vivem nos acampamentos. Érika Pereira, no relato Ser negro, ser brasileiro, discute como é possível provocar, em uma turma de educação infantil, a reflexão sobre idéias e comportamentos preconceituosos em relação à raça negra. O Proinfantil recebe uma atenção especial neste número, em uma Reportagem que evidencia seu impacto no trabalho desenvolvido pelos professores e, mais ainda, na concepção e valorização da educação infantil por parte das famílias e dos gestores municipais. Partindo de uma demanda de professores e de formadores, Daniela Guimarães, consultora da Coordenação Geral de Educação Infantil, nos fala em seu Artigo do desafio de modificar as concepções tradicionais e atuar como mediador entre as crianças de 0 a 3 anos e o mundo que as rodeia. Nessa perspectiva, lembramos do papel da Revista Criança como mediadora da rela- ção da coordenação com todos os professores brasileiros de educação infantil, estejam onde estiverem. Sendo assim, consideramos fundamental que continuem nos escrevendo e enviando suas contribuições e questões, pois temos o maior prazer de publicá-las ou respondê-las, fora ou dentro do espaço da Revista.


Anexo(s):


Voltar